Seguidores

domingo, 21 de março de 2010

UMA CASA RESISTINDO AO AVANÇO DOS EDIFÍCIOS - 21.03.2010

BARONDA DIA 21.03.2010 - TALVEZ SEUS ÚLTIMOS DIAS

EM CAPÃO, NO INÍCIO DA TARDE JÁ SE VÊ A SOMBRA POR CAUSA DAS GRANDES CONSTRUÇÕES

PRAIA DE CAPÃO DA CANOA NUM DOMINGO A TARDE - DESERTA

sexta-feira, 12 de março de 2010

MAIS UM DE MEUS ÍDOLOS - INDHIRA GHANDI - ASSASSINADA EM 31 DE OUTUBRO DE 1984

Aos 49 anos, Indira Gandhi é eleita Primeira-Ministra da Índia, com minoria no Congresso. Mas sua grande vitória acontece as 52 anos: permanece como Primeira-Ministra, desta vez, com maioria absoluta (19 Janeiro de 1966 até 24 Março de 1977, e novamente entre 14 de Janeiro de 1980 até o seu assassinato, ocorrido em 31 de Outubro de 1984..




Indira Gandhi nasceu como Indira Priyadarshini Nehru Gandhi, em 19 de novembro de 1917, em Allahabad no Estado de Pradesh, nordeste da Índia. É filha de Jawaharlal Nehru (*1889 †1964), primeiro chefe de governo da Índia pós-independência, de 1947 a 1964. Logo depois da Segunda Guerra Mundial, a independência encerrou um longo período em que a Índia foi colônia da Inglaterra, oficialmente desde o ano de 1858, depois de mais de três séculos em que ingleses, holandeses e franceses lutaram entre si pelo controle dos lucrativos entrepostos comerciais.



Indira passou toda sua infância em intensa atividade de atmosfera política, com seu pai e outros membros da família entrando e saindo das prisões. Apesar das incertezas e turbulências políticas, teve uma educação formal. Mas, algum tempo depois, encontrou se verdadeiro preceptor: o poeta e místico bengali Rabindranath Tagore. Prëmio Nobel de Iiteratura em 1913, havia criado em Santiniketan, no Estado de Bengala, uma instituição educativa na qual combinava elementos da cultura hindu e ocidental. Era o lugar ideal para que Indira tivesse um pouco de segurança e tranqüilidade espiritual longe das incertezas e torvelinhos de sua infância. Foram os dias mais felizes de sua mocidade. "Fui muito influenciada por Tagore", disse lndira muitos anos mais tarde.



TAGORE, GANDHI e NEHRU



Além de Tagore, duas personalidades influíram no seu caráter: Mahahna Gandhi e Nehru, seu pai. O primeiro pregava uma nação ruralista, pacífica, voltada para si mesma e para sua profundidade religiosa. Seu pai preferia ressaltar os valores democráticos e a igualdade perante a lei, apesar de suas convicções socialistas. Em meio ao turbilhão das lutas contra o domínio inglês, Indira. foi para a Europa, onde estudou História, Administração e Antropologia.



Estudou na Suécia e na Inglaterra, na Universidade de Oxford. Voltou em 1941 para a Índia, aos 24 anos. e fez uma opção muito arriscada para uma nação com tantas etnias e religiões rivais. Ela, hindu, casou-se com um membro da etnia parse, amigo de infância, Fcroze Gandhi, que, apesar do sobrenome, não era parente do lendário Gandhi. Acusados de subversão pelos ingleses, que ainda dominavam a Índia, o casal é preso durante mais de um ano.



Seguiram-se anos de felicidade e tristeza para Indira.



Nos anos que passou na Europa Continental e Reino Unido, Indira conheceu Feroze Gandhi, um jovem ativista, com quem se casou em 1942. O casamento lhe deu dois filhos, mas fracassou. Tornando-se secretária política de seu pai quando ele ocupava a chefia do governo, no período de transição, ainda estava caminhando para ser totalmente independente. A proximidade com o poder trouxe Indira para o convívio social intenso, coisa que seu temperamento arredio, tímido e desconfiado, rejeitava. Mas acabou se acostumando e com o passar dos anos e a longa experiência política, é conduzida pelo pai, a um cargo importante.

Começa então, aos 42 anos em 1959, uma forte trajetória política: foi eleita presidente do partido Nehru, de seu pai.

Com a morte do pai, em 1964, assume Bahadur Shastri, que a chama para um cargo discreto, Ministra da Informação, aos 47anos. Em 1966, morre Shastri e o partido procurou alguém de peso para conduzir o país.

Aos 49 anos, em 1967, Indira Ghandhi foi escolhida e tornou-se a primeira-ministra de seu país, embora com minoria no congresso.Seu temperamento determinado cheio de vitalidade e ousadia criaram um novo tempo político no país. Aos 54 anos, em 1972, consegue uma esmagadora maioria no congresso, vencendo a coalizão de partidos conservadores e mantém-se no cargo de primeira-ministra. Sua intenção era a de implantar uma sociedade socialista própria para a Índia, de forma a melhorar os padrões de vida da população, diferente daquela implantada em outros países. Um socialismo adaptado ao povo da Índia e a sua formação cultural.

MODESTA E PODEROSA



A atuação de Indira Gandhi teve grande influência na consolidação das instituições políticas de seu país. Uma personagem pequena, de aspecto delicado, cabelos grisalhos e olhos negros profundos, que foi considerada a mulher mais importante do mundo. Certa vez, perguntada sobre a diferença da mulher e do homem na condução de um país, respondeu prontamente: "Alguns dizem que a mulher não tem tanta força quanto um homem. Não sei, não posso dizer nada, nunca fui homem, mas eu tenho com certeza mais força física do que qualquer um daqui".



Essa demonstração de liderança aparece em junho de 1975, quando instituiu o estado de emergência e prendeu seus adversários políticos. Perdeu as eleições de 1977 e o novo governo passou a investigar sua atuação como chefe do governo anterior. Em novembro de 1978 conquistou uma cadeira no Parlamento, mas no mês seguinte perdeu o mandato por decisão parlamentar e ficou presa durante uma semana. A crise causada por essas ocorrências no Partido do Congresso - que na realidade estava dividido em dois - pôde ser superada devido ao êxito eleitoral obtido por Indira em 1980, aos 63 anos, quando reassumiu a chefia do governo.



Indira trabalhou então por uma posição forte da Índia entre os países não-alinhados, que lutavam para diminuir a influência das grandes potências. Enfrentou ameaças à integridade política da Índia ao reprimir a revolta dos SIKHS, grupo religioso extremista - uma combinação de elementos das religiões muçulmana e hinduísta - estabelecido no rico Punjab, região muito produtiva na área agrícola.



Essa repressão aos sikhs foi sua pena.de morte. Depois de várias lutas corporais entre hindus e sikhs, Indira Gandhi tenta apaziguar os ânimos, mas não consegue. Em 31 de outubro de 1984, Indira Gandhi foi assassinada por sikhs, membros de sua guarda pessoal, em Nova Delhi.Seu filho, Rajiv Gandhi, que ocupou seu posto mais tarde na condução do país, também foi assassinado, em 1991

sábado, 6 de março de 2010

GAROTA VERÃO 2010

Gabriela Soltys, representante de Torres, 17 anos, 1,74 de altura é a nova Garota Verão 2010
Concurso realizado em Capão da Canoa em 06.03.2010

CASA NA AVENIDA ARARIGBOIA - RESISTINDO O AVANÇO DAS GRANDES CONSTRUÇÕES

LINDA CASA - RESISTINDO AO AVANÇO DAS GRANDES CONSTRUÇÕES

Linda casa, ainda resistindo ao avanço das grandes construções, localizada na rua maraba, esquina maranguabe, tomara que ali permaneça por muitos anos, pois estão ficando raras-

BUSTO EM HOMENAGEM AO SR. ANTONINHO BURLAMAQUI, LOCALIZADO NA ARARIGBOIA, PRÓXIMO AO MAR, EM ESTADO DE ABANDONO

Busto em homenagem ao Sr. Antoninho Burlamaqui, brilhante piloto de automóvel, falecido em trágico acidente, quando participava do Circuito Atlântico Sul, próximo a atual praia de Santa Terezinha no ano de 1952, na época um dos maiores eventos do litoral, assistido por milhares de pessoas.

EDIFíCIO EM RECUPERAÇÃO

Situação de Edifício próximo ao mar na Av. Rudá

segunda-feira, 1 de março de 2010

26ª CAVALGADA DO LITORAL TEVE PROTESTOS

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010


Protesto pela cavalgada do Litoral

A 26ª Cavalgada do Mar, no Litoral, tem provocado polêmica depois que o cuidado inadequado provocou a morte de dois equinos e deixou doentes outros 15, no sábado. Hoje, às 17h, haverá um protesto com representantes de entidades protetoras dos animais, na Praça da Matriz, na Capital, contra a cavalgada.

Para os protetores dos animais, o calor excessivo, a falta de preparo e as longas distâncias configuram crueldade. Em Carta Aberta, as entidades afirmam que "o dito companheiro do gaúcho, um dos símbolos do pago, está sendo vilipendiado (...) por tradicionalistas de fim de semana" e pedem o fim imediato da cavalgada.